A análise de dados performáticos dos jogadores já é realidade e o seu uso em tempo real está cada dia mais próximo. Conheça motivos concretos para apostar agora mesmo em inteligência

Acabou a Copa do Mundo e voltamos a realidade dos campeonatos nacionais nos quais devemos focar para os próximos quatro anos. E uma das questões principais que ficou depois dessa edição da Rússia, a mais tecnológica de todos os tempos, foi a utilização de smartphones e tablets dentro do campo.

Essa análise de Big Data ajuda a melhorar a performance da equipe e a liberação do uso das plataformas em campo aproximam a equipe de tecnologia com a tática em campo. Ficar fora desse movimento não é mais uma opção. Os times nacionais precisam movimentar-se para acrescentar tecnologia aos treinos em nome de um alto desempenho. E para reforçar a nossa posição, separamos ainda 06 principais motivos para isso.

Comece agora a utilizar tecnologia no seu time: descubra os porquês

1) Tecnologia é uma tendência sem volta

Quem não apostar nisso vai terminar ficando para trás. Apesar da coleta de informações sobre o desempenho dos jogadores não ser exatamente uma novidade no meio, a análise em tempo real, é. E apenas isso já é o suficiente para aposentar as adoradas planilhas. Afinal, quantas pessoas seriam necessárias para anotar tantos detalhes ali na hora com a partida rolando?

2) Possibilidade de análise em tempo real

Isso permite que a equipe técnica consiga avaliar em tempo real, informações como velocidade de movimentação, número de arrancadas, mapa de calor e distância total percorrida coletadas por um GPS utilizado pelos jogadores.
Isso repercute em uma melhor análise de desempenho, na melhoria do rendimento dos jogadores em seus esquemas táticos e ainda no envio dos dados sobre a condição de saúde de um atleta.

3) Cálculo preciso da distância percorrida

Faz um tempo que estamos chamando atenção para a importância da análise de dados performáticos no futebol – algo que vai muito além da coleta por GPS. As informações refinadas e apresentadas por meio de uma plataforma oferecem inúmeras possibilidades aos times, como calcular a distância total percorrida dos jogadores. Inclusive, sabia que essa variação pode chegar a até 30% em um único treino? Além disso, é possível fazer a comparação das cargas dos microciclos anteriores e os dados subjetivos de cada um dos jogadores.

4) Carga de cada atleta de forma personalizada

E trabalhar para que o jogador consiga atingir o auge da sua condição física em campo. Os números oferecem cenários reais, como as estatísticas da carga (baseada no acelerômetro) de cada atleta em cada atividade. Com isso, o fisiologista, o preparador físico e toda comissão técnica conseguem acompanhar individualmente o impacto na atividade, queda de potência e alcançar um rendimento excepcional. Essa é uma aplicação prática de como a tecnologia vai revolucionar o futebol.

5) Evitar lesões

Nós já descobrimos que 12% da folha salarial é gasta com jogadores no departamento médico. Segundo profissionais, a cada seis segundos um jogador faz um movimento inesperado devido a dinâmica do jogo e é nesse momento em que ocorrem as lesões. Muitos sobrecarregam o ligamento cruzado do joelho, elásticos que esticam-se com a rotação da perna, ocasionando o rompimento total ou parcial. Uma forma de reduzir a lesão é a medição do esforço físico em cada atividade. E isso pode ser feito por meio da coleta e centralização dos dados de performance de cada jogador durante as partidas.

6) Acompanhar de perto a recuperação

Outra aplicação bem prática do uso de dados quase simultâneo é acompanhar a intensidade da fadiga, perda hídrica e da potência muscular para conduzir adequadamente a qualidade de recuperação do atleta. Com dados objetivos, por meio de uma ferramenta de análise na mesma plataforma, a comissão técnica tem insights automáticos e pode ficar em alerta aos pontos de atenção. Dessa forma, nenhum detalhe da partida passa em branco.

Sabemos que todos esses motivos são pertinentes e a maioria dos clubes possuem essa consciência, no entanto, não seguem adiante devido algumas barreiras. Uma delas é achar que acrescentar tecnologia a inteligência demanda um investimento muito alto – e muitas vezes inalcançável.

No entanto, garantir esse acesso aos times é justamente a missão da Joga+, uma empresa de tecnologia focada em interpretar e fornecer dados e insights para o futebol com o objetivo de criar um ecossistema capaz de conectar informações para todos os públicos do futebol.

A plataforma JogaPro é online e pode ser acessada de qualquer dispositivo, de qualquer marca. O funcionamento é o seguinte: a equipe treina com GPS. Então, nosso software refina as informações e mostra a estatísticas geradas em uma plataforma de inteligência de dados.

A melhor parte é que a tecnologia é bem mais acessível do que parece. É necessário um investimento mais baixo do que a maioria dos profissionais pensam! O que acham de tentar? Surpreendam-se!

Podemos montar um plano que considere os profissionais dentro do clube, entre em contato por meio do número (48) 9 9193 4254 ou envie um e-mail para contato@jogamais.com.br e peça mais detalhes!